Ferraz está sem coleta de lixo há 15 dias. Problema será resolvido hoje

As ruas de Ferraz de Vasconcelos estão com lixos acumulados. Isso porque a coleta não está sendo feita há quase 15 dias. A população reclama dos bichos que são atraídos e do mau cheiro. A Prefeitura afirma que a situação será resolvida a partir de hoje.
O lixo pode ser observado nas ruas do Centro da cidade, além dos bairros, como Vila Correa, Vila Romanópolis, entre outros pontos.
"Antes passava três vezes na semana, depois foi para uma vez, e agora está assim", diz a moradora da Vila Correa, Euzana Napolitano da Silva.
A vizinha, Eulália da Silva Alves, também reclama. "Os cachorros alcançam o lixo e espalham pela calçada, fora o cheiro que fica nesse calor", ressalta.
Os moradores questionam o descaso e as consequências que o lixo tem trazido. Além do mau cheiro, quando chove, o lixo acaba se espalhando pelas ruas e entupindo os bueiros. Euzana mora atrás de um córrego na Vila Correa e diz que certa vez, devido a dias de chuva, o córrego encheu e invadiu o terreno que ela mora.
"Meu pai e a vizinha juntaram dinheiro e tiveram que construir um muro para a água não derrubar a casa".
Os próprios moradores têm que juntar o lixo e deixa-lo em um só local. Segundo eles, faz quase duas semanas que o material não é recolhido. Há casas com mais de dez sacos de lixo cheios pendurados no portão ou no muro, além de sacos colocados na calçada.

RESPOSTA O secretário de Governo, Miguel Calderaro, informou que a partir de hoje a situação será resolvida. "Estamos com muitos caminhões quebrados, de quatro a cinco. Isso afetou bastante a coleta".

PREFEITO ELEITO O prefeito eleito da cidade, Acir dos Santos (PSDB), o Acir Filló, afirmou que após assumir a Prefeitura, os problemas na coleta serão resolvidos dentro de 15 dias.
"Nós já temos a solução, mas como envolve contratos e outros procedimentos oficiais eu não posso revelar", afirmou.
Após sua diplomação, ocorrida na semana passada, o tucano havia dito que seriam cinco dias, porém sua assessoria diz que encontrou dificuldades durante o período de transição, em relação a contratos, convênios, entre outros, portanto estipularam um prazo maior.

REGIÃO
Fonte: Diário de Suzano ed.: 9396 - 27 de dezembro de 2012

Centro Municipal de Fisioterapia de Poá recebe visita do presidente do Crefito