Cobertura de posto de combustíveis cai sobre nove carros, em Mogi

Uma pessoa ficou ferida, segundo os bombeiros.
Local segue isolado porque há riscos de mais desabamentos.

Uma pessoa ficou ferida depois que a cobertura de um posto de gasolina caiu no distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes, na tarde desta segunda-feira (18), durante uma ventania. De acordo com as primeiras informações passadas pelo Corpo de Bombeiros, a vítima foi levada para o Hospital Luzia de Pinho Melo. Até as 17h30, o nome dela não havia sido informado.

Parte da estrutura do posto, que fica no cruzamento das avenidas Lourenço de Souza Franco e Presidente Altino Arantes, não resistiu à ventania e caiu sobre nove carros, segundo os bombeiros. “Nós desligamos a energia assim que chegamos para não haver risco de explosão. Na nossa chegada, vimos que não havia ninguém preso nas ferragens”, explica o major Jean Carlos de Araújo Leite.

Cobertura de posto não resistiu à forte ventania, em Mogi.
 (Foto: Carolina Paes/G1)

O susto foi tão grande que o frentista Manoel Alexandre mal consegue se lembrar do momento da queda. “Eu só lembro que por causa do vento forte olhei para o alto e vi que a estrutura estava caindo. Então, eu fui para a parte de fora”. O frentista ainda completou que nenhum carro era abastecido no momento da queda. Todos os veículos tinham parado no local para se proteger da chuva.

O empresário José Carlos Perozini também parou no posto porque chovia muito. No momento em que a estrutura caiu ele estava na conveniência do posto. “Foi um grande susto. Não teve confusão porque todos ficaram paralisados”, lembra. O carro em que Perozini estava, um fusca, ficou bastante danificado. Dentro do veículo, havia cerca de R$ 4 mil em acessórios para pet shop, produtos com os quais ele trabalha. Mas a perda maior, segundo o empresário, foi sentimental. “O carro para mim é uma relíquia, já está comigo há 25 anos. Eu sou o segundo dono”.

A estrutura
O Corpo de Bombeiros isolou a área porque nem toda a estrutura caiu e ainda há risco. A Defesa Civil também esteve no local e analisou o posto de gasolina. “A estrutura tem mais de 15 toneladas e está inteiramente comprometida, com trinca, amassamento. Não é possível saber se já havia algum problema por causa da ação do tempo ou se foi apenas a ventania que provocou todos os danos”, explica Nelson de Paula, diretor da Defesa Civil.

O trânsito
Como ainda havia risco no local, por volta das 17h,uma faixa da Avenida Lourenço de Souza Franco, no sentido Mogi das Cruzes, foi interditada. Também havia lentidão no sentido Suzano, porque os veículos passavam devagar pelo local.

Do G1 Mogi das Cruzes e Suzano - 18/02/2013

Tem início a Semana Nacional de Trânsito em Poá